Cuidado e Prevenção

Novembro Azul: o que os homens precisam fazer para cuidar da saúde!

O Novembro Azul é um movimento dedicado à conscientização sobre a importância dos cuidados com a saúde do homem, especialmente, em relação ao câncer de próstata.

É um mês que traz reflexões importantes para a nossa sociedade, que ainda lida com casos expressivos da doença. 

O câncer de próstata é o tipo mais comum entre o público masculino, segundo o Instituto Nacional do Câncer (INCA), sendo que a grande maioria dos casos poderiam ter um desfecho positivo com mais informação e cuidados.

Neste artigo, você vai saber o que os homens precisam fazer para cuidar da saúde e se protegerem mais e melhor!

O que é o Novembro Azul

O movimento do Novembro Azul teve início na Austrália, em 1999, quando um grupo de jovens resolveu deixar o bigode crescer para destacar a importância da saúde do homem. Lá o movimento ficou conhecido como Movember (junção das palavras “mustache” [bigode] e “november”).

Por inspiração desse movimento, em 2011 iniciou-se no Brasil uma ação semelhante, promovida pela Sociedade Brasileira de Urologia e o Instituto Lado a Lado pela Vida. Desde então, a causa ganhou espaço no calendário de instituições públicas e privadas de diversas áreas.

As campanhas que acontecem ao longo do mês alertam para a prevenção do câncer de próstata, com seus devidos cuidados, como as visitas regulares ao urologista e a realização dos exames preventivos, a partir das idades indicadas.

Semelhante ao Novembro Azul, também existe o Outubro Rosa: movimento que promove os cuidados femininos quanto ao câncer de mama. Saiba mais neste artigo!

Cuidados preventivos com o câncer de próstata

A doença tem diversas causas, entre elas a etnia e a própria predisposição genética, não há formas efetivas de prevenir, ou evitar o surgimento do câncer de próstata.

No entanto, a Ciência já conhece alguns fatores de risco que estão diretamente ligados a uma maior incidência desse tipo de neoplasia:

  • Idade acima de 50 anos;
  • Ter na família, histórico de parentes de primeiro grau (pai ou irmãos), que desenvolveram a doença antes dos 60 anos;
  • Sobrepeso ou obesidade;
  • Exposição a substâncias químicas, como produtos petrolíferos, arsênio, fuligem, entre outras.

Apesar disso, a ausência dos fatores de risco não significa estar livre da doença. Por isso, a melhor maneira de se proteger contra os riscos do câncer de próstata é com o diagnóstico precoce e um tratamento adequado, o que eleva bastante as chances de cura.

De acordo com o Instituto Lado a Lado pela Vida, o diagnóstico e o tratamento precoce elevam as chances de cura para mais de 90%. 

Isso é ainda mais importante devido ao caráter silencioso do câncer de próstata, que não costuma dar muitos sinais em seus estágios iniciais, tornando-se mais perceptível para o paciente somente nas fases mais avançadas, quando há bem menos chances de cura.

Nesse sentido, os exames e consultas regulares são os cuidados mais efetivos. Confira a as recomendações a seguir:

1. Visitas regulares ao(à) urologista

O(a) urologista é o(a) especialista na saúde urinária e sexual do homem – e somente urinária da mulher – mas esse contato inicial pode ser feito com um clínico geral, que fará o encaminhamento para o(a) especialista, caso seja necessário. 

Via de regra, a recomendação é de que essa rotina de cuidados periódicos tenha início a partir dos 50 anos para a população em geral, ou a partir dos 45 para quem possui fatores de risco, como é o caso de afrodescendentes e aqueles que têm casos na família.

2. Realização de exames

Os exames básicos para detecção precoce do câncer de próstata, feitos de forma preventiva pelo(a) urologista são:

  • Dosagem do PSA – Exame de sangue que avalia os níveis do antígeno prostático específico; substância que se altera nos casos de câncer de próstata.
  • Exame de toque retal – Exame físico fundamental para permitir ao(à) médico(a) avaliar a textura e a consistência da próstata; fatores importantes para o diagnóstico.

Além destes, em casos mais suspeitos, o(a) urologista também poderá solicitar outros exames, como o ultrassom (abdominal ou transretal), a tomografia computadorizada, a ressonância magnética e, como último recurso de confirmação, a biópsia de fragmentos da próstata.

3. Controle dos fatores de risco

Como dissemos, os fatores mais determinantes para o surgimento do câncer de próstata são mesmo questões genéticas e hereditárias, porém, sabe-se hoje que certos hábitos de vida podem também predispor o surgimento da doença.

Nesse sentido, estar ciente deles e procurar evitá-los é sempre importante, como:

  • Manter-se no peso ideal;
  • Não consumir bebidas alcoólicas em excesso;
  • Não fumar;
  • Ter uma alimentação saudável, com menos embutidos, gorduras saturadas e produtos industrializados;
  • Fazer exercícios físicos regularmente.

Além disso, os cuidados quanto aos fatores de risco também incluem conhecer seu histórico familiar para a doença e, se for o caso, iniciar seu acompanhamento de forma mais precoce.

Estar em dia com a saúde é sempre importante. Confira, neste artigo, 8 dicas simples de como fazer isso! 

Câncer de próstata: a importância de quebrar os tabus

Se o índice de cura pode superar os 90% para casos detectados precocemente, por que o câncer de próstata ainda é uma das doenças que mais mata homens acima de 50 anos?

Podemos citar alguns motivos!

Primeiro, o fato de a doença ter um comportamento silencioso faz com que os homens só busquem ajuda médica quando têm algum sintoma, o que geralmente já indica um quadro avançado.

Além disso, um dos exames considerados essenciais no diagnóstico precoce da doença – o toque retal – ainda é visto como um obstáculo entre o público masculino.

Por causa disso, o Novembro Azul também reforça a importância de quebrar esse tabu, não só entre os homens, mas em toda a sociedade. 

O exame de toque retal é um procedimento simples, rápido e indolor que, juntamente com o exame de dosagem do PSA, deve ser realizado todos os anos.

Aproveite que estamos no Novembro Azul e quebre você também seus preconceitos. Homem também deve se cuidar e precisa ir ao médico mesmo que pareça estar bem. Só assim poderemos mudar as estatísticas da doença. 

Gostou do assunto abordado? Compartilhe o artigo com quem você sabe que também precisa dessas informações.


Promover a assistência à saúde aos seus beneficiários, por meio de uma gestão sustentável, ética, inovadora e transparente é a missão da GEAP Saúde – Fundação de Assistência ao Servidor Público!

Related posts
Cuidado e Prevenção

5 motivos para procurar um(a) cardiologista!

4 Minutos de Leitura
O coração é o órgão mais importante de todo o sistema cardiovascular, sendo responsável por bombear o sangue para todo o corpo,…
Cuidado e Prevenção

Conheça os principais sintomas da enxaqueca!

5 Minutos de Leitura
As dores de cabeça estão entre as doenças mais incapacitantes do mundo, especialmente quando se trata da enxaqueca.  Segundo a Sociedade Brasileira…
Cuidado e Prevenção

Problemas de visão em bebês: como descobrir!

5 Minutos de Leitura
Identificar problemas de visão em bebês é uma tarefa desafiadora e, ao mesmo tempo, essencial para a qualidade de vida dos pequenos….