Cuidado e Prevenção

Burnout e os cuidados com a saúde mental no trabalho

Burnout e os cuidados com a saúde mental no trabalho

A Síndrome de Burnout é um problema cada vez mais frequente e que tem afetado profissionais das mais variadas áreas de atuação.

O roteiro costuma ser parecido para a maioria das pessoas: primeiro o trabalho vai gerando cada vez mais estresse, a pressão para realizar as tarefas se torna cada vez maior, sendo impossível dar conta de todos os prazos, cobranças e metas.

Como resultado, tudo isso um dia explode, gerando uma sensação de incapacidade até para se levantar da cama e ir trabalhar.

As doenças e transtornos mentais – inclusive o Burnout – estão entre as principais causas de ausências e afastamento do trabalho em todo o mundo.

Veja a seguir do que se trata essa síndrome, como identificá-la e o que é possível fazer para evitá-la!

O que é o Burnout, como afeta a saúde mental no trabalho?

Também chamada de síndrome do esgotamento profissional, a Síndrome de Burnout é um transtorno que provoca tensão emocional extrema e estresse relacionados ao ambiente de trabalho

É uma condição cada vez mais comum na atualidade, entre outras coisas devido às exigências cada vez maiores nos ambientes corporativos, a alta competitividade e a fatores pessoais e comportamentais que levam à ocorrência desse transtorno.

A síndrome é mais frequente em pessoas muito exigentes consigo mesmas, excessivamente dedicadas ao trabalho e que não hesitam em aceitar novas demandas e responsabilidades. Também estão incluídos nesse “grupo de risco” para o Burnout profissionais que já apresentam sinais de estresse e ansiedade.

Burnout e os cuidados com a saúde mental no trabalho

Contudo, o Burnout não chega na vida do indivíduo de uma hora para a outra. Pelo contrário: é um problema que cresce e evolui ao longo do tempo, com o acúmulo do desgaste no ambiente de trabalho.

Por isso, nem sempre é possível identificar o problema em seus estágios iniciais, devendo-se estar atento aos sinais e comportamentos que podem levar à condição.

Um importante aliado contra os transtornos mentais e psicológicos – inclusive o Burnout – são os exercícios físicos. Saiba mais acessando este artigo do Blog!

Sinais de esgotamento mental no trabalho

Uma das causas mais conhecidas do Burnout é o excesso de tarefas, mas os fatores desencadeantes vão muito além disso e envolvem questões pessoais, busca incessante pelo perfeccionismo no trabalho e até transtornos psicológicos.

É importante destacar que os sintomas nem sempre são comuns a todos que sofrem com o problema, podendo variar de pessoa para pessoa. Portanto, é fundamental avaliar cada sinal de acordo com a sua própria realidade.

Os principais são:

  • Dedicação exaustiva ao trabalho.
  • Busca excessiva por reconhecimento profissional.
  • Acúmulo de tarefas.
  • Rotinas intensas de trabalho, invadindo madrugadas e finais de semana.
  • Irritação com colegas de trabalho, às vezes julgando-os preguiçosos ou incompatíveis com a função que ocupam.
  • Falta de ânimo para se dedicar a outras tarefas do dia.
  • Achar que momentos de descanso e lazer são perda de tempo e pouco importantes.
  • Hobbies e momentos em família deixam de ser valorizados.
  • Acreditar que está se sacrificando por um bem maior (um cargo mais alto ou uma promoção).
  • Má alimentação em decorrência da falta de tempo.
  • Desinteresse pelas próprias necessidades pessoais.
  • Aumento do consumo de bebidas alcoólicas.
  • Alterações de comportamento.
  • Vazio existencial, preenchido em geral pelo trabalho
  • Autoestima validada apenas a partir do reconhecimento profissional.
  • Insônia ou sono agitado.
  • Depressão.

Burnout e os cuidados com a saúde mental no trabalho

O Burnout é uma doença que retira do indivíduo a prática saudável do trabalho diário. 

Ao perceber alguns destes sintomas dentro da sua rotina, é fundamental buscar ajuda profissional – inicialmente com um psicólogo – para identificar a origem dos seus sintomas e fazer o devido diagnóstico.

Essa avaliação precoce e precisa pode fazer toda diferença. Os quadros iniciais costumam ser resolvidos mais facilmente, sem necessitar de outras abordagens, como acompanhamento médico e uso de medicações.

O mês do Setembro Amarelo busca promover a conscientização quanto aos cuidados relacionados à saúde mental. Saiba mais neste artigo do Blog!

Como evitar o Burnout e ter melhor saúde mental no trabalho

A Síndrome de Burnout tem um forte componente ambiental e comportamental, por isso, as principais medidas de prevenção devem se concentrar nos cuidados com os hábitos do dia a dia.

Algumas dicas importantes são:

  • Cultivar momentos de lazer e descanso, mantendo contato com familiares e amigos.
  • Incluir exercícios de relaxamento para evitar ou conter o avanço dos sintomas.
  • Aproveitar as férias, finais de semana e feriados para descansar de verdade.
  • Fazer atividades físicas regularmente, essencial para aliviar o estresse e melhorar o sono.
  • Mudar a postura em relação ao trabalho. Para isso, é preciso que o próprio ambiente profissional ofereça condições saudáveis para seus colaboradores.
  • Procurar ajuda profissional caso apresente alguns dos sintomas listados acima.

O diagnóstico do burnout deve ser feito por um psiquiatra ou psicólogo(a), que deverá analisar o indivíduo em busca de sinais que indiquem o problema.

O apoio da família e dos amigos, além do seguimento das orientações profissionais, é fundamental para a recuperação e restabelecimento da saúde física e mental do profissional.

Por que a saúde mental no ambiente de trabalho é importante?

As frustrações no ambiente de trabalho são comuns e cotidiana na vida de um colaborador, esse sentimento pode ser alimentado de diversas formas, como: medo de perder o emprego, falhas cometidas com frequência, pressão excessiva, insatisfação com o serviço, relacionamento abusivo e desempenho não reconhecido. 

Um funcionário que está sofrendo mentalmente, não consegue ser produtivo no seu dia a dia e não gera resultado e pode influenciar outros colaboradores. 

Um local que promove a saúde mental e apoia pessoas com transtornos mentais são mais propensos a um ambiente bom de trabalho, mais produtividades, ganhos econômicos e mais talentos buscam trabalhar na empresa. 

Sendo assim, existem algumas maneiras de amenizar esses transtornos e melhorar o ambiente de trabalho e oferecer uma saúde mental para os funcionários. 

  1. Realizar readequação do trabalho; 
  2. Desenvolver programas de saúde mental no trabalho; 
  3. Oferecer consultas e benefícios com psicoterapeuta;
  4. Realizar eventos de interação social. 

Promover a assistência à saúde aos seus beneficiários, por meio de uma gestão sustentável, ética, inovadora e transparente é a missão da Geap Autogestão em Saúde!

Gostou do conteúdo? Compartilhe com outras pessoas que também possam se beneficiar dessa leitura. Vamos levar à frente essa corrente de boa informação e cuidado!

Related posts
Cuidado e Prevenção

Saúde ocular: 10 cuidados para a saúde da sua visão

5 Minutos de Leitura
Segundo dados divulgados pela Organização Mundial da Saúde (OMS), mais de 50 milhões de brasileiros apresentam algum tipo de problema ocular, sendo…
Cuidado e Prevenção

O passo a passo de como fazer o autoexame das mamas!

4 Minutos de Leitura
Quando o assunto é o câncer de mama, os cuidados preventivos são muito importantes. Afinal, quando identificado precocemente, esse tipo de neoplasia…
Cuidado e Prevenção

Dia Nacional da Vacinação: essa data nunca foi tão importante

3 Minutos de Leitura
Para crianças BCG – contra a tuberculose; VOP – Vacina Oral Contra a Poliomilite ou Parilisia Infantil; Tetravalente – contra a Difteria,…