Junho Vermelho: o ato de doar pode alcançar muitas vidas

Graças ao processo de centrifugação, método onde os principais hemocomponentes do sangue – hemácia, crioprecipitado, plasma e plaqueta – são separados, uma única doação pode alcançar e salvar até quatro vidas. A divisão é imprescindível, pois, para cada situação é recomendado o uso de um tipo diferente de hemocomponente.

No tratamento de anemias e hemorragias agudas, o uso das hemácias é indicado, enquanto nos pacientes em tratamento de Aids, queimaduras e cirrose hepática, os plasmas são utilizados. Em pessoas que necessitam de transplantes de órgãos, as plaquetas são indicadas, enquanto o uso de crioprecipitado é adequado nos casos de hemofilia.

Deste modo, é essencial que o ato de doar seja contínuo e não espontâneo. Os estoques necessitam de manutenção, precisam estar sempre cheios, pois as demandas de transfusões sanguíneas são constantes e demandam quantidades consideráveis para que os tratamentos possam ter continuidade. Além disso, intervenções médicas emergenciais podem ser canceladas devido à ausência de sangue no banco dos hospitais.

Muitas vidas dependem de tratamentos complexos e cirurgias de urgência que não podem ser adiadas, e esses procedimentos dependem das doações de sangue. O ato de doar é solidário e faz toda diferença. Sua doação pode ajudar, doe!


Mais Notícias